Herói de Londres: homem de 47 anos enfrenta 3 terroristas no braço, é esfaqueado e sobrevive


Vivemos tempos difíceis, em que as definições de “heroísmo” tendem a ganhar conotações genéricas ou pra lá de simplórias. Este, no entanto, é um caso efetivo. Trata-se de um herói verdadeiro, legítimo e insofismável.

Roy Larner, de 47 anos e torcedor do clube Millwall, enfrentou três terroristas armados com facas usando seus próprios punhos. Sim, no braço. Segue trecho de seu relato:

“Eles tinham facas longas e começaram a gritar sobre Allah. Em seguida, gritaram: ‘Islã, o Islã, o Islã’. Como um idiota, eu gritei de volta para eles. Eu dei alguns passos na direção deles e disse: ‘Foda-se, eu sou Millwall’. Então, eles começaram a me atacar. Eu estava na frente deles tentando combatê-los. Todo mundo correu para a parte de trás (…) Estava sozinho contra três e por isso me machuquei tanto. Apenas eu tentando segurá-los com minhas mãos. Fui esfaqueado e oito vezes. Eles acertaram minha cabeça, peito e as duas mãos. Havia sangue por toda parte. Eles estavam dizendo, ‘Islã, Islã!’. Eu disse novamente, ‘Foda-se, eu sou Millwall!’ Foi a pior coisa que eu poderia ter feito como eles continuaram me atacando”
 
Um herói. Um exemplo. Uma esperança de inspiração a todos.

Por falar em todos, fica registrado que TODO MUNDO tem obrigação moral de jamais deixar Roy Larner pagar uma cerveja para o resto de sua vida. É o mínimo que devemos a esse herói.

Quanto ao mais, fiquem com a torcida do Millwall:

 


log in

reset password

Back to
log in